VINHO ROSÉ, O QUERIDINHO DO MOMENTO

Rose Wine Glasses with Summer Berries and Shadows

O brasileiro segue preferindo beber: vinhos tintos (75%), brancos (17%) e rosés (8%), mas o que chama a atenção é o crescimento do consumo dos rosés. Nos últimos anos, os tintos cresceram 12%; brancos 9,1% e rosés subiram mais 25%, segundo a Ideal Consulting. 

As estatísticas também evidenciam: nos últimos 10 anos, a produção mundial dos rosados aumentou cerca de 15%. Nunca se fez tanto vinho rosé de qualidade, inclusive em regiões sem tradição nesse perfil de produto. 

Mas o que explica esse fenômeno? 

Além de representar uma novidade, mais um passo na segmentação do mercado, o apuramento tecnológico abrange toda a cantina e muda de vez a impressão de que só há vinhos brancos e tintos de qualidade. Algumas regiões apostaram totalmente nessa possibilidade, como a Provence, onde 88% da produção de vinhos é cor de rosa. Porém não são só os franceses: Chile, Brasil, Argentina e Portugal vem crescendo a oferta deste produto que deixou de ser uma tendência e sim uma realizada no mercado interno.

Mas o que realmente é o vinho rosé? Uma mistura de vinho branco e tinto?

Bem, ele até pode ser elaborado dessa forma, mas não é a mais comum, nem a mais recomendada. Há várias formas possíveis de se elaborar um vinho rosé!

Método de maceração curta 

O processo tem a ver com o tempo de contato do suco com as cascas, que fica entre 2 a 20 horas.

Método de prensagem lenta

Consiste em espremer as uvas lentamente. Dessa forma, as cascas não são rompidas todas de uma vez e influenciam menos a coloração da bebida.

Método de corte ou blend

É misturada uma pequena quantidade de mosto de uvas tintas (cerca de 5%) e o restante do líquido extraído de uvas brancas.

Método Saignée ou sangria

Após prensagem das uvas (entre 2 horas e 2 dias), uma parte do líquido que ficou em contato com as cascas é escorrido. Essa parte, que tem uma coloração rosada, é fermentada e dá origem a um vinho rosé.


O vinho rosé é aquele vinho que tem a cor entre o vinho tinto e o branco, de certa forma, o rosé é mais como um estado de espírito.
É conhecido como o vinho da liberdade!
Ele pode possuir tons desde o pêssego, salmão, rosa propriamente dito e até um cereja claro.

Agora é a vez do vinho rosé! Não deixe essa tendência de lado no seu Negócio de Vinhos!

Quer saber mais detalhes de como empreender neste mercado?
Acompanhe nosso canal do Instagram, todos os dias sacadas sobre o mercado de vinho!

Forte Abraço

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.